14.4.11

Begin#

Ora bora lá começar tudo de novo. Acho que já sou pró nisso. Mas desta vez vou começar do zero como se nunca tivesse sofrido e vivido, como se nunca tivesse caído e umas quantas vezes levantado. Quero que desta vez seja diferente. Não quero ter medo, fugir da cor, fugir de quem se tenta aproximar de mim. Quero viver, deixar acontecer. Este calor do sol na minha pele tá sempre a lembrar-me que é hora de dar fim a dias cinzentos e de realmente acordar para uma realidade que sempre foi minha e que perco sempre tempo não a vivendo. Porque a verdade é que quando pensas que o mundo acabou, a vida surpreende-te sempre. Já alguém dizia: "O próximo amor é sempre mais bonito."

7 comentários: